3 de setembro de 2017

A verdade sobre Blaze Bayley no Iron Maiden.


A entrada de Blaze Bayley no Iron Maiden significou uma grande mudança porque quem conhece o som da banda na voz de Bruce Dickinson percebe que a estrutura sonora é adequada ao tom de voz dele, ou seja, há diferenças que implicam em mudanças nessa estrutura e obviamente aconteceriam de novo. Por isso a imprensa “especializada” ao meu ver foi covarde ao atacar Blaze Bayley e ao colocá-lo como se ele fosse o problema que nunca foi. Quem conhecia o trabalho dele no Wolfsbane sabia que isso iria ocorrer e também sabia que ele é um grande vocalista de heavy metal cujo talento não se realizaria ali, os álbuns de sua carreira pós-Iron Maiden comprovam isso largamente, sem embargos!

19 de agosto de 2017

Dio - Dream Evil (1987)


Na segunda e última metade da década de 1980 as bandas de heavy metal pareciam perder as forças fazendo várias mudanças que nem sempre agradaram os fãs e a imprensa que não perdoava fazendo críticas mais do que ácidas em muitos casos entre outros, mas nem por isso acabavam encerrando a carreira antes do esperado causando espanto só que por outro lado haviam outros que estavam bem no auge e ainda correspondiam a altura com grandes lançamentos e o mesmo pode se dizer dos estreantes que vinham com sangue nos olhos para conquistar o seu lugar ao sol.

Iron Maiden - Seventh Son Of A Seventh Son (1988)


O ano de 1988 experimentou grandes mudanças como o fim da guerra fria que na verdade era o preludio para a extinção da ex-U.R.S.S que ruiu de vez três anos depois, porém ainda assim havia a ameaça nuclear não de uma guerra, mas da contaminação que ameaçava a Europa após a castrofe nuclear ocorrida na Usina de Chernobil. Enquanto no Brasil ainda recém saído do seu período mais sombrio agora tentava marchar rumo a democracia ao mesmo tempo em contava seus mortos e procurava os seus desaparecidos denunciando as violações dos direitos humanos praticadas nos porões dos matadouros do DOI-CODI aonde ocorreram vários assassinatos, estupros, torturas até de crianças e de bebes e o que mais se puder imaginar, mas ainda haviam os resquícios que assombrariam o presente, marcado também pelo assassinato de Chico Mendes e também viu o fim da censura e da tortura entre tantas outras coisas.